quarta-feira, janeiro 23, 2013

Centros de Força - Chakras

O corpo humano é um grande campo energético. Cada corpo possui uma certa energia armazenada. Essa energia é concentrada em sete centros ao longo do corpo, sendo cada um responsável por distribuir e nutrir diferentes áreas. De maneira mais específica, pode-se dizer que esse centros energéticos são centros de força que, coordenados pela  mente, vibram em sintonia entre si, ocasionando uma movimentação de células elétricas, proporcionando a existência de um campo eletromagnético; nesse campo, o pensamento flui num circuito fechado. 

Na Filosofia Iogue (relativa ao Ioga), esses centros energéticos são chamados Chakras (ou xacras, ou chacras). A palavra "Chakra" vem do sânscrito e significa "centro" ou "roda"; dessa forma, os chacras seriam redemoinhos de energia vital localizados em pontos específicos no nosso corpo. Na Doutrina Espírita, eles são chamados Centros de Força.

Quanto mais primitiva a mente que rege os Centros, mais fraco se torna o fluxo energético e de pensamento,  dando ao ser uma consciência inferior. E quanto mais evoluída, maior o fluxo e, sendo assim, maior grau de consciência. 

Os sete Chakras são dispostos ao longo do corpo humano (corpo físico), cada um ligado a uma importante glândula:
(Os nomes estão de acordo com o Espiritismo, mas a definição e as funções são  semelhantes as da Filosofia Iogue)

Conorário
O também chamado "Lótus de Mil Pétalas", é o mais significativo quanto ao potencial de radiação, pois é o que está diretamente ligado a mente. É dele que partem as energias responsáveis por toda a sustentação do sistema. É responsável pela percepção da espiritualidade e da orientação da vida consciencial do ser, bem como pela forma, movimento, estabilidade e funcionamento metabólico orgânico.

Frontal
É onde se encontram os diversos tipos de percepções, tanto dos órgãos do sentido, quanto as percepções psíquicas. Ele é também o Centro Cerebral, onde há a coordenação do córtex cefálico, das glândulas endócrinas e do sistema nervoso, desde os neurônios sensitivos (sentidos) até as células efetoras (resposta, revelação da visualização e exposição do saber).

Laríngeo
Ligado a área da fala e respiração. Controla as atividades da tireoide e da paratireoide. Está relacionado a capacidade de expressar a si mesmo, tanto na fala, como no campo artístico.

Cardíaco 
Coordena a circulação (funções cardíacas), as emoções e cuida do equilíbrio geral. 

Esplênico
Ligado ao baço, define as atividades do sistema hemático. Está ligado também a auto-afirmação em grupo e a auto-estima.

Gástrico 
Trabalha com a digestão e absorção de alimentos e fluídos que entram no corpo, inserindo-os na organização do sistema. 

Genésico 
É onde se encontra o santuário sexual. Nele estão concentradas as funções sexuais modeladoras e de estímulo. Os estímulos, além de sexuais, podem estar ligados também a área criadora, como a do trabalho e associação. É aqui que ocorre a associação entre as almas, quando há uma certa troca ou conexão entre as energias, as quais podem ser emanadas de um ser para outro (com ou sem toque).



Há um site em que se pode fazer uma "avaliação do chakra". Segundo afirmado, ele permite que você saiba como andam os seus chakras: quanto um está mais ativado do que o outro, em quê precisa melhorar, etc. Não garanto a veracidade do resultado, mas é interessante fazer o teste e comparar o resultado e as interpretações do resultado com a sua realidade. Ele fornece também maneiras para "abrir os chakras", de acordo com as técnicas de meditações chrakrais usando mudras. (Link: www.eclecticenergies.com)

A parte de meditações eu não entendo muito, portando não posso dar minha opinião. Mas, pessoalmente, eu prefiro tentar harmonizar os centros de força através de uma meditação para encontrar onde estão as falhas e partir daí buscar de uma solução.

Se (como no meu caso) há um déficit no coronário, provavelmente há uma falha na questão espiritual e na orientação da consciência. Sendo assim, é preciso que se dê mais atenção a ligação com o mundo espiritual, e que se preste mais atenção enquanto faz uso da consciência. Esse tipo de mudança é muito complexa e difícil, mas é fundamental para a evolução do ser.

Aqui abaixo está o resultado do teste que eu fiz. Eu fiz dois, ambos deram resultados muito parecidos, com uma pequena alteração no "Coração", que no anterior havia dado aberto. E a avaliação do resultado (sem levar em conta algumas discrepâncias) fez jus a minha realidade. 

(Os nomes estão diferentes, mas podem olhar as cores do gráfico de acordo com as cores da primeira figura, pois cada chakra, apesar de poder ser nomeado de diferentes formas, possui sempre a mesma cor característica)

Nenhum comentário:

Postar um comentário